Chá branco estimula o Bom Humor
20 de fevereiro de 2018
Mulheres Selvagens – Espécie em Risco de Extinção
8 de março de 2018
Exibir tudo

Saúde na Mesa

Na china a escolha dos alimentos é levada muito a sério!

 

“Há mais de 2000 anos, os alimentos são utilizados com fins terapêuticos, associados ou não a outras técnicas da Medicina Tradicional Chinesa, a fim de potencializar os tratamentos.

A ciência dos alimentos é considerada como uma das práticas mais importantes na conservação e na manutenção da vida, isto porque preserva e nutre a essência.

Se a alimentação for adequada, o ser humano terá energia e órgãos nutridos, o sistema imunológico estará em equilíbrio, proporcionando melhor qualidade de vida, saúde, vitalidade e longevidade.

Na Medicina Tradicional Chinesa, realiza-se uma investigação profunda, observando constituição física, patologias pré existentes, genética, hábitos, excreções, pulso, língua, dentre outras característica, determinando assim as síndromes energéticas e definindo quais terapias serão utilizadas.

Como na medicina ocidental, a dietoterapia chinesa, orienta a alimentar-se de forma balanceada, atenta aos benefícios nutritivos e as propriedades energéticas dos alimentos, facilitando a digestão e o

funcionamento do organismo.

Para se alimentar de forma correta, é necessário fazer a escolha dos produtos corretamente, observar as estações do ano, o cultivo, a colheita, o processamento, a conservação e as combinações disponibilizando ao organismo todos os sabores, cores e propriedades energéticas dos alimentos.

Parece complicado mas, não é!

 

Algumas dicas, para facilitar sua vida:

A principal delas é lembrar que precisamos ser gratos ao universo pelo alimento que recebemos;

 

  • Ame-se, faça do ato de comer, um ato de amor a si mesmo e de gratidão à natureza que te alimenta.

 

  • Nos nutrimos utilizando todos os cinco sentidos;
    Aproveite para ter um prato colorido, assim além de contribuir para ter sabores e propriedades diferentes, também alegrará seu espirito.

 

  • Esteja presente, se desconecte, esqueça reuniões, celulares e conversas desgastantes neste momento, a preocupação e a ansiedade irão prejudicar sua digestão.

 

  • Consumir o alimento na sua totalidade, usar talos, preserve a textura no momento de seu cozimento.

 

  • Variar os alimentos. Não exagerar em um único sabor ou alimento, é muito importante consumir, o doce, o salgado, o picante, o azedo e o amargo.

 

  • Você não precisa de muito para viver, são pequenas porções.

 

  • Atenção a temperatura que consome este alimento, o ideal é que esteja aproximadamente na temperatura corporal, garantindo que seu sistema digestivo trabalhe sem sobrecarga.

 

  • Coloque sementes, brotos e raízes em seu prato, são ricos em vitaminas e minerais, atuam como antioxidantes, melhoram o sistema imunológico. As sementes em especial, auxiliam nos níveis bons de colesterol.

 

  • Sair da mesa com sensação de que ainda comeria um pouco mais é muito importante, para não comer além do que necessita; o cérebro leva cerca de 20 minutos, a partir da primeira garfada, para registrar que o estômago está cheio.

 

  • Finalize sua refeição com deliciosa xícara de chá.”

 

Mônica Bittencourt – Farmacêutica, Especialista em Farmácia Magistral, Pós graduada em Acupuntura e Eletroacupuntura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X